O homem que matou a esposa a facadas, em julho de 2017, foi condenado a 39 anos de reclusão em regime fechado, pelo Tribunal do Juri de Araucária, região metropolitana de Curitiba. Na época, o crime chamou muita atenção, pois o assassinato de Eliane de Lima Purguer ocorreu na frente dos filhos do casal.

+Leia mais! “Amante” é presa tentando extorquir empresário em Curitiba

Segundo a denúncia do Ministério Público do Paraná, Eluir Costa de Godoi chegou em casa por volta das 14 horas e, sem proferir qualquer palavra, esfaqueou a companheira pelas costas, efetuando vários golpes, apesar da tentativa de intervenção do filho de dez anos. O outro filho, de apenas quatro anos, que brincava fora de casa, também presenciou o momento da morte da mãe, que não resistiu aos ferimentos.

O crime ocorreu em 12 de julho de 2017, em Araucária, e foi investigado pela 3ª Promotoria de Justiça da comarca, que apresentou a denúncia e atuou na acusação durante a sessão de julgamento.

+Viu essa? Sete bairros de Curitiba sem água nesta terça-feira. Veja!

Sem defesa!

A condenação foi por homicídio triplamente qualificado: feminicídio, uso de recurso que impossibilitou a defesa da vítima e emprego de meio cruel, incidindo também a majorante de ter sido praticado na presença de descendente.

Caminhonete com tática de ‘James Bond’ é apreendida no Paraná. Veja!