O golpe pode até ser velho, mas as pessoas continuam caindo. Na manhã da última quarta-feira (1), quatro pessoas foram presas suspeitas de aplicar o famoso “golpe do bilhete premiado” no Centro de Curitiba. Segundo a polícia, o grupo montava um verdadeiro teatro para enganar as vítimas e fazer com que acabassem dando dinheiro. Em um dos casos, uma idosa chegou a dar R$ 20 mil aos golpistas.

As investigações começaram depois que a idosa procurou pela polícia, relatando que tinha sido vítima do golpe e contando o valor que acabou entregando aos golpistas. Os policiais começaram a apurar e descobriram que o grupo usava um veículo locado com documentação falsa para não deixar rastros.

“Eles se aproveitavam da boa fé e, de certa forma, até mesmo da ganância do ser humano. Fazem uma encenação em torno de um suposto bilhete premiado, onde a vítima ganharia uma porcentagem pela ajuda que prestaria e no fim conseguem tirar dinheiro da vítima”, explicou o delegado Cassiano Aufiero.

O grupo foi encontrado na Rua Omar Sabbag, no Centro de Curitiba. Celso William dos Santos, Alessandra do Nascimento, Vanuze de Fatima de Paula e Édson dos Santos, foram autuados em flagrante porque, segundo a polícia, se preparavam para fazer novas vítimas.

Com os presos, os policiais ainda apreenderam grande quantia em dinheiro falso, que também era usado nos golpes. “Simulavam saques em agências bancárias, para fazer com que as vítimas também fizessem o mesmo e aí ficavam com o dinheiro das vítimas”, detalhou o policial.

Celso William dos Santos, Alessandra do Nascimento, Vanuze de Fatima de Paula, e Édson dos Santos foram autuados em flagrante. Foto Lucas Sarzi/Divulgação.
Celso William dos Santos, Alessandra do Nascimento, Vanuze de Fatima de Paula, e Édson dos Santos foram autuados em flagrante. Foto Lucas Sarzi/Divulgação.

Denuncie!

Os suspeitos vão responder pelos crimes de estelionato, uso de documentos falsos e associação criminosa. O delegado alertou que as pessoas tomem cuidado e orientem seus familiares, principalmente idosos, para que se atentem a este tipo de situação. “Ninguém com um bilhete premiado vai chegar em você e te dizer que quer dividir o valor, isso é fria, é golpe”. Denúncias podem ser feitas pelo telefone (41) 3326-3400.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Surpresa no meio da noite