Mais um homem foi preso em Curitiba após denúncia de abuso sexual no ônibus do transporte coletivo. O novo caso – o terceiro registrado em menos de duas semanas pela polícia – foi na manhã desta quarta-feira (20) no Terminal da Barreirinha. O homem foi detido por um fiscal da Urbs e um vigilante até a chegada da Guarda Municipal. Na Delegacia da Mulher, o caso foi enquadrado como perturbação de tranquilidade e, por isso, o homem foi solto após assinar termo circunstanciado.

De acordo com a Polícia Civil, o suspeito detido falava coisas de baixo calão e perturbava as mulheres constantemente – o que foi considerado crime de menor potencial ofensivo. Apesar disso, a delegada que acompanha o caso encaminhou o procedimento para o Juizado Especial Criminal.

Nem a polícia, nem a Guarda Municipal souberam informar em qual linha o assédio ocorreu. Segundo a GM, o caso foi por volta das 7 horas.

Histórico

Em menos de duas semanas, foram três os casos denunciados de abuso sexual em coletivos de Curitiba. Na primeira situação, no dia 8 de setembro, um homem foi detido pela Polícia Militar depois de ter sido denunciado por abuso sexual contra uma passageira dentro de um ônibus que fazia a linha Santa Cândida-Capão Raso. O caso ocorreu em frente à Praça Oswaldo Cruz, na Avenida Sete de Setembro. Como negou ter cometido o crime, o suspeito assinou um termo circunstanciado e foi liberado logo em seguida.

Cinco dias depois, a GM prendeu outro suspeito de assediar sexualmente uma passageira no expresso da linha Pinhais-Campo Comprido.