Logo que roubaram um i30 preto de um pai que deixava o filho na escola, na tarde desta segunda-feira (19), no bairro Alto Boqueirão, três marginais foram perseguidos por um atirador misterioso em uma Parati branca. Dois deles abandonaram o veículo, que foi alvejado, e fugiram a pé. O terceiro tentou correr, mas foi atingido e caiu morto.

O i30 foi tomado em assalto na Rua Eduardo Pinto da Rocha, perto do meio-dia. Segundo a polícia, imediatamente a Parati saiu atrás dos bandidos. Foram poucas quadras de perseguição, até que eles deixassem o carro.

O Siate foi acionado para atender o suspeito baleado, mas nada pôde ser feito pelo rapaz, que não portava documentos. Ele tinha aparentemente 25 anos, vestia moletom vermelho, camiseta azul e bermuda bege. O rapaz tinha uma tatuagem de um palhaço armado na perna esquerda. Com ele os policiais apreenderam uma pistola calibre 380.

Assalto à residência

Na manhã desta segunda, a casa da auxiliar de cozinha Maria Rocha Ferreira foi invadida por três criminosos armados, no Umbará. Eles chegaram em um carro branco, entraram na casa e trancaram ela, o marido e a filha de 16 anos no banheiro, enquanto fizeram a limpa na residência.

Em aproximadamente meia hora, levaram tudo o que podiam: televisão, celulares, roupas e outros pertences, além do Cross Fox preto da família. Maria reconheceu o suspeito morto no Alto Boqueirão como um dos bandidos. “Foi terrível. Eles apontaram a arma para a cabeça da minha filha. Na hora a gente quer fazer algo, mas não pode”, comentou.

Segundo Maria, o mesmo grupo teria feito outros assaltos no bairro. O corpo do rapaz morto foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), onde deve ser oficialmente identificado. Policiais da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) estavam no local do crime, coletando informações para dar início às investigações.