Depois de discutir com a esposa e o cunhado, um homem deixou a família em pânico na manhã deste sábado (10), em São José dos Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba (RMC). Usando uma faca, ele tentou manter a esposa e os filhos reféns, mas a mulher conseguiu correr com um dos filhos. O outro foi puxado pelo homem para dentro da casa, na Rua Cassilda Pinto de Assis, no Guatupê, enquanto ele ameaçava atear fogo na residência.

A mulher conseguiu correr com o filho menor, mas o pequeno ficou com o pai, que estava armado com uma faca. Foto: Átila Alberti.
A mulher conseguiu correr com o filho maior, mas o pequeno ficou com o pai, que estava armado com uma faca. Foto: Átila Alberti.

A situação começou por volta das 9h40 e só terminou perto das 11h, quando o homem finalmente resolveu se entregar. Segundo a Polícia Militar (PM), ele se irritou depois da discussão. “Foi alguma desavença entre ele, o cunhado e a esposa. Revoltado, pegou os familiares e começou a ameaçar”, disse o tenente Marcos Antônio Gantzel Júnior, do 17º Batalhão da PM.

Quando viu que o marido estava fora de si, a esposa conseguiu pegar um dos filhos, o maior, e correu. Mas o homem continuou com o filho menor dentro da casa. “Tentamos conversar com ele, pedindo que liberasse a criança, mas num primeiro momento ele recusou”.

Quando os policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) começaram a negociar, explicaram que nada iria acontecer com ele se ele aceitasse soltar a criança e se entregar. “Então ele resolveu acatar nosso pedido e foi tudo pânico. Deixou o menino sair, saiu também e foi colocado numa ambulância do Siate”, contou o tenente.

Foto: Átila Alberti.
Ele se entregou e ninguém se feriu. Foto: Átila Alberti.

Alguns moradores comentaram que o homem estava alcoolizado, mas, segundo o tenente, não havia indícios de que ele teria bebido. “É uma pessoa trabalhadora, que surtou pela discussão que teve e acabou nesse desfecho. Pelo menos ninguém se feriu e acabou tudo bem”.

O homem, que não teve o nome divulgado, foi levado a um hospital para receber atendimento médico e depois vai ser encaminhado à Delegacia de São José dos Pinhais. Segundo o tenente, cabe ao delegado de plantão apurar por qual crime ele vai responder, já que a situação envolveu o cárcere privado.

A ação movimentou um grande aparato policial. Duas ambulâncias do Siate foram ao local, junto com um caminhão dos bombeiros e pelo menos seis viaturas da PM. A mulher e as duas crianças estava bem, ela também foi levada à delegacia, junto com o irmão (cunhado que teria discutido com o homem) para serem ouvidos.

Veja mais detalhes: