Ademir Aparecido Rodler, 45 anos, foi preso nesta quinta-feira (16), acusado de matar com golpes de machadinha o próprio pai, Antão Rodler, 77 anos. Ademir confessou o crime e o motivo, já que alegou que o pai o cobrava porque ele não ajudava no sustento da casa.

O crime ocorreu no município de Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba, na noite de 26 de abril deste ano. Conforme apurou o delgado Luiz Carlos Pacheco, da delegacia do Alto Maracanã, Antão vivia cobrando que o filho trabalhasse e que ajudasse a pagar as despesas da casa. Mas o homem alega não gostar de trabalhar.

Naquela noite, conforme o delegado, pai e filho tiveram mais uma discussão. Ademir se exaltou e pegou o primeiro objeto que tinha em sua frente para agredir o pai. Neste caso, a primeira coisa que enxergou foi a machadinha, com a qual deu muitos golpes no idoso.

O crime chocou a vizinhança pela brutalidade. No dia, Ademir fugiu. Mas cinco dias depois, foi à delegacia e confessou o crime. Disse que seus pais haviam discutido e que ele só agiu assim para ir em defesa da mãe. Só não ficou preso porque já havia passado o período de flagrante, porque a polícia precisava coletar mais provas e solicitar a prisão preventiva dele.

Quando saiu a preventiva do suspeito, ele estava desaparecido. A polícia conseguiu informações do paradeiro de Ademir e o prendeu, por homicídio qualificado, pela brutalidade do assassinato e porque era o próprio pai. Também conseguiu derrubar a versão do preso de que agiu em defesa da mãe, e constatou que ele fez isso apenas porque foi cobrado a trabalhar e ajuda no orçamento da casa.

Ademir deve ficar atrás das grades até o julgamento.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Policial Civil, PM aposentado e segurança são presos por assaltar em São José dos Pinhais