Uma megaoperação foi desencadeada em todo o país para prender autores de homicídios e feminicídios. Mais de 2 mil policiais civis de todo o Brasil foram mobilizados para a ação, que começou na manhã desta sexta-feira (24). Só no Paraná, mais de 100 mandados vão ser cumpridos na megaoperação, denominada Cronos, em Curitiba, em algumas cidades da Região Metropolitana de Curitiba (RMC) e também em Londrina, Ortigueira, Paranavaí e Maringá.

Como a operação é nacional, várias ações estão sendo feitas ao mesmo tempo em todo o país. Além dos mandados por homicídio, também tem mandados de prisão por tentativa de homicídio (ou feminicídio) e em alguns estados também vão ser presas pessoas que descumpriram medidas protetivas previstas na Lei Maria da Penha.

Operação Cronos

A escolha do nome Cronos vem da referência à supressão do tempo de vida da vítima, reduzido pelo autor do crime. Ao mesmo tempo, com a prisão dos autores de homicídio e feminicídio, espera-se o impedimento da prática de novos crimes.

Os dados consolidados da operação ainda vão ser divulgados, ao longo do dia, pelo Conselho Nacional dos Chefes das Polícias Civis (CONCPC). A operação é coordenada pelo Conselho Nacional dos Chefes de Polícias Civis (CONCPC) e foi definida após reunião com o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, em julho.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Instituto aponta alerta de tempestade no Paraná nesta sexta-feira. Veja a previsão!