Com ajuda de um novo banco de dados, a Polícia Civil do Paraná promete localizar mais facilmente bicicletas que tenham sido furtadas ou roubadas a partir de agora. A ferramenta, batizada como Minha Bike, foi lançada no último domingo (11) e serve para que ciclistas cadastrem suas bicicletas, informações que vão ajudar o trabalho da polícia caso as bikes venham a ser furtadas ou roubadas.

De acordo com informações do Governo do Paraná, o projeto Minha Bike Segura, que inclui o lançamento da ferramenta, foi desenvolvido em parceria com a Secretaria da Segurança Pública e entidades de ciclistas de Curitiba e região. O mecanismo é inédito no país e deve ajudar a coibir roubos e furtos de bicicletas.

Uma vez cadastrada, se a bicicleta for furtada ou roubada, as informações, que podem ser acessadas não apenas pela polícia, mas por qualquer cidadão, podem facilitar a identificação e devolução. “Temos um índice razoável de recuperação de bicicletas, mas, infelizmente nem sempre conseguimos restituir o bem à vítima. O Minha Bike vai facilitar a identificação das vítimas para que possamos devolver o objeto”, afirma o delegado-adjunto da Delegacia de Furtos e Roubos (DFR), Emmanoel David.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Redução no número de ocorrências

Além de localizar a vítima do furto ou roubo de forma mais rápida, o delegado acredita que, com o cadastramento digital, o volume de crimes envolvendo bicicletas também deve diminuir. “Acreditamos que o cadastro deve desestimular este tipo de crime, pois, quem for adquirir uma bicicleta usada vai poder pesquisar e verificar se trata-se de um produto de furto ou roubo e optar por não adquirir a bicicleta, sob o risco de responder por crime de receptação”, ressalta.

Podem fazer o registro no Minha Bike somente usuários cadastrados no Governo Digital. Além de informar as características da bicicleta, como cor, modelo e marca, o usuário deverá inserir o número de série (chassi ou quadro) pode ser localizado na nota fiscal, marcado no metal ou em uma etiqueta.

A informação do número de série da bicicleta na nota fiscal é obrigatória no Paraná e está prevista na Lei 18.697/2016.

Gangue do maçarico sofre ‘baixa’ com prisão de homem que guardava equipamentos