A morte de um rapaz de 25 anos, na manhã desta quinta-feira (25), acabou apontando aos policiais um esquema de manipulação de anabolizantes em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). A Polícia Civil vai investigar as circunstâncias em que estes produtos eram usados.

O jovem morreu em cima da cama, na casa em que morava, na Rua Judith Schluga, no bairro Mauá. A Tribuna do Paraná apurou que, no começo da manhã, socorristas do Samu foram acionados e constataram que não havia sequer chances de tentar reanima-lo.

Quando foram acionados, os policiais militares e civis acreditavam ser uma morte por causas naturais, pois não havia vestígios de sangue no local. Pouco tempo depois, durante o trabalho da perícia do Instituto de Criminalística, foram encontrados muitos produtos químicos e anabolizantes.

Estoque encontrado

Material recolhido na casa será encaminhado para perícia. Foto: Lucas Sarzi
Material recolhido na casa será encaminhado para perícia. Foto: Lucas Sarzi

Dentro da casa, num armário, os policiais acharam um verdadeiro estoque de anabolizantes, entre eles testosterona e adethor, solução de alta concentração vitamínica usada em animais. Havia ainda seringas e outros produtos como um óleo usado na mistura.

O jovem vivia com uma mulher que é fisiculturista. Os policiais civis da Delegacia do Alto Maracanã, depois de ouvir alguns familiares, começaram a suspeitar de que o rapaz, além de usar em si mesmo, também manipulava os produtos.

Investigações seguem

A mulher dele, que não estava no local, deve ser ouvida pelos investigadores que buscam descobrir outros detalhes sobre as circunstâncias da morte. Os investigadores vão apurar ainda para descobrir se o rapaz, que atuava como personal trainer, revendia os produtos químicos para academias.

Duas sacolas com garrafas de produtos químicos e uma caixa com três gavetas foram encontradas na casa. Tudo foi apreendido pela Polícia Científica e deve passar por perícia.