Um motorista de ônibus foi esfaqueado na noite desta quinta-feira (31), em Curitiba, ao tentar impedir a fuga de um ladrão que assaltou o veículo. O caso aconteceu em um tubo da linha Ligeirão Boqueirão, no bairro Hauer, por volta das 22h10, na estação-tubo em frente ao Shopping Cidade.

O ladrão teria abordado os passageiros, levando celulares e outros pertences. Informações preliminares apontam que o motorista teria fechado a porta para tentar impedir a saída de um dos criminosos. Foi quando ele teria sido atacado.

Depois de ferir o motorista, o assaltante conseguiu fugir. Quando o Siate chegou para prestar atendimento, o motorista estava consciente e caminhava pelo tubo. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o homem apresentava ferimentos moderados e após ser socorrido foi encaminhado ao Hospital do Trabalhador.

De acordo com a Polícia Militar, o motorista não soube dizer as características do assaltante. O caso foi encaminhado para a delegacia.

Onda de violência nos ônibus

Além do esfaqueamento desta quinta (31), diversos casos de crimes nos ônibus de Curitiba e da Região Metropolitana têm acontecido. Outros casos recentes incluem o cobrador que já foi assaltado 76 vezes, o motorista morto durante um arrastão no coletivo, e o cobrador que foi esfaqueado e assaltado no mesmo dia.

Por causa dessas situações, inclusive com a morte de um motorista,  o Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc) chegou a promover um protesto pela segurança nos coletivos, no fim de julho. Desde então, porém, a única medida prática para garantir a segurança dos motoristas e cobradores até agora foi o lançamento de uma campanha da Polícia Civil e da Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec), que colocou cartazes no transporte para incentivar o registro de Boletins de Ocorrência.

Colaborou: Cecília Tümler