Enquanto motoristas e cobradores organizavam um protesto cobrando mais segurança no transporte público, na manhã desta terça-feira (5), uma mulher foi rendida por uma dupla armada dentro de um ônibus da linha Circular Sul, no Lindoia, em Curitiba. A dupla, porém, foi presa depois de uma ação ousada da própria vítima.

A tentativa de assalto aconteceu logo cedo, por volta das 6h, dentro do ônibus, na altura da estação-tubo Lindoia, na Avenida Wenceslau Braz. Usando um pedaço de garrafa de vidro quebrada como arma, os bandidos renderam a jovem e pegaram dela a bolsa.

Dentro do coletivo, a jovem sequer esboçou reação, mas quando a dupla desceu do biarticulado, na estação-tubo Marumby, que fica mais à frente, já no bairro Parolin, a vítima foi junto. Enquanto corria seguindo os assaltantes, a mulher levou a sorte de encontrar uma equipe da Polícia Militar (PM) que patrulhava pela região naquela hora.

Os policiais foram atrás e em questão de minutos recuperaram tudo que tinha sido roubado. “Conseguimos prender os dois homens, um de 25 e outro de 36 anos”, disse o cabo Vander. Os dois foram encaminhados à Central de Flagrantes, no Centro de Curitiba.

Próximo à estação-tubo Marumby, uma das cobradoras encontrou uma faca escondida. Foto: Gerson Klaina.
Próximo à estação-tubo Marumby, uma das cobradoras encontrou uma faca escondida. Foto: Gerson Klaina.
Enquanto corria seguindo os assaltantes, a mulher levou a sorte de encontrar uma equipe da Polícia Militar (PM). Foto: Gerson Klaina.
A cobradora ligou para a PM, mas depois de algum tempo na linha, a viatura não chegou. Foto: Gerson Klaina.

Faca encontrada

Próximo à estação-tubo Marumby, uma das cobradoras encontrou uma faca escondida. A mulher chegou a chamar a PM, mas não obteve resposta. “Certeza que era de algum bandido da região, mas agora quero entregar para a polícia, porque se não daqui a pouco nós aqui seremos vítimas de assalto e com essa mesma faca”, desabafou.

Na noite desta segunda-feira, o motorista de um Inter 2 foi esfaqueado enquanto dirigia o coletivo.

Manifestação

O pedido dos motoristas e cobradores é exatamente por mais segurança, não só para os trabalhadores da categoria, mas também para os passageiros. Segundo quem trabalha todos os dias, seja em estações-tubo ou dentro dos ônibus, a situação está cada vez pior. “A gente sai de casa bem, mas não sabe se volta”, definiu Nelson, um motorista entrevistado pela Tribuna do Paraná.

Nesta terça-feira pela manhã, a classe organizou uma manifestação de uma hora que bloqueou todo o anel viário do transporte público no Centro de Curitiba. Na quarta-feira (6), mais um protesto já está programado para 15h, pelo mesmo motivo. “Estamos trabalhando com medo de tudo, como isso pode acontecer?”, indagou uma cobradora, que pediu para não ser identificada.

Manifestação durou uma hora nesta terça-feira e vai ter a mesma duração nesta quarta-feira, mas no período da tarde. Foto: Gerson Klaina;
Manifestação durou uma hora nesta terça-feira e vai ter a mesma duração nesta quarta-feira, mas no período da tarde. Foto: Gerson Klaina;