Nove pessoas morreram nas estradas que cortam o Paraná durante o feriado da Proclamação da República, entre a última quinta-feira (14) e domingo (17), segundo dados divulgados nesta segunda-feira (18) pela Polícia Rodoviária Estadual (PRE) e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Nas estradas federais que cortam o Paraná, foram registradas 6 mortes e 104 feridos em 95 acidentes de trânsito durante o feriado. Em quatro dias de operação, entre quinta-feira (14) e domingo (17), as equipes da PRF flagraram 101 motoristas dirigindo sob efeito de bebidas alcoólicas no estado.

+Viu essa? Um morre e dois ficam feridos em grave acidente no Cajuru, em Curitiba

Já nas rodovias estaduais foram três óbitos, que ocorreram em 57 acidentes, com 48 pessoas feridas. O resultado é inferior ao que foi registrado no mesmo feriado do ano passado – que teve um dia a mais do que este ano, quando foram 87 acidentes, 77 feridos e cinco mortes. A redução de acidentes chegou a 34,4% e o número de mortos caiu 40%.

+Leia mais! PM salva tartaruga em lancha que era usava no tráfico de drogas

PRF destaca desrespeito às leis

Entre as principais causas de acidente de trânsito no Paraná, segundo a PRF, estão o excesso de velocidade, desatenção e desrespeito à sinalização. Balanço divulgado pela corporação apontou ainda 368 manobras de ultrapassagens proibidas, 55 crianças sem cadeirinha e 61.725 quilos de excesso de peso em veículos de carga.

A PRF apreendeu ainda 650 quilos de maconha e recuperou sete veículos com alerta de roubo ou furto. No total, 69 pessoas foram presas, por diferentes crimes. E 438 veículos foram recolhidos aos pátios da corporação.

+Pra economizar! Games, smartphones, perfumes e drones são atrações de grande bazar

Durante a mesma operação em 2018, houve 15 mortes e 116 feridos nas rodovias federais do Paraná. Na ocasião, como o feriado caiu em uma quinta-feira, houve um dia a mais de operação, o que afeta eventuais comparações dos dados entre os dois períodos.

Estradas estaduais menos violentas

Foto: Divulgação/PRF.
Foto: Divulgação/PRF.

 

Em greve, servidores de Curitiba invadem Câmara Municipal