O governador Ratinho Jr anunciou, nesta quinta-feira (30), o nome do novo secretário de Estado da Segurança Pública do Paraná. Com a saída do general Luiz Felipe Kraemer Carbonell, que deixa as funções no Governo do Estado para assumir a diretoria de Coordenação da Itaipu Binacional, quem vira titular da pasta é o coronel do Exército Rômulo Marinho Soares.

No entanto, segundo Ratinho, a troca de comando não deve alterar o trabalho que vem sendo realizado na área de segurança. O governador afirmou que a atual estrutura organizacional será mantida em todos os órgãos que compõem a pasta, apontando que o trabalho da equipe contribuiu para a redução da criminalidade no Estado.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Continuidade dos trabalhos

 

O novo titular da Segurança Pública e Administração Penitenciária é coronel reformado do Exército e já integra a equipe de governo, atuando na área de gestão e inteligência. Atualmente, lotado no gabinete do governador Ratinho Junior como assessor para assuntos de Segurança Pública.

Ele assegurou a continuidade do trabalho realizado pelo general Carbonell. “Recebi com orgulho o convite e vamos trabalhar seguindo as determinações do governador Ratinho Junior de reforçar o combate à criminalidade, atuando com força, planejamento e inteligência, para reduzir os índices às menores taxas possíveis”, afirmou o coronel Marinho.

+Leia também: Lula pode passar pro regime semiaberto e arrumar um emprego

Histórico da carreira do novo secretário

Rômulo Marinho Soares é da turma de oficiais da Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN) de 1986. Tem mestrado em Ciências Militares pela Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais (1994), mestrado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (2002).

Fez especialização em Gestão de Assessoramento de Grandes Comandos Militares pela Escola de Comando e Estado-Maior do Exército (2010) e atuou nas áreas de administração e logística, educação e cultura, assistência social.

Foi coordenador das atividades do Exército relacionadas à Copa do Mundo de 2014, nas sedes Curitiba e Foz do Iguaçu, além de assessor institucional e parlamentar da 5ª Divisão de Exército, responsável pela articulação política do Exército nos estados do Paraná e Santa Catarina.

Preso na Grande Curitiba, chefão do tráfico seguia no comando de quadrilha