Uma criança de três anos foi feita refém pelo próprio pai, um homem de 42, por 17 horas entre a manhã deste sábado (27) e a madrugada de domingo (28), no bairro Santa Cândida, em Curitiba. O pai, que ameaçava matar a criança com uma faca e um galão de gasolina, preocupou as várias equipes policiais envolvidas nas negociações, que se estenderam e acabaram quase que pela manhã.

Conforme a polícia, a situação começou por volta das 11h de sábado, depois que o homem, que teria problemas com álcool e drogas, teria discutido com o sogro e a esposa. Ele pegou uma faca e prendeu a criança em casa, deixando sair os outros familiares que tentaram pegar o menino, mas foram impedidos.

+Leia também: Mulher é condenada a 22 anos de prisão após morte brutal de criança na RMC

De acordo com a Polícia Militar (PM), a situação era tensa porque o homem estava alterado e não aceitava às negociações. Armado com a faca, ele fez várias ameaças em todos os momentos em que os policiais tentavam se aproximar, o que piorava a questão e preocupava ainda mais a polícia.

Ainda na tarde de sábado, além da faca o homem pegou um galão de gasolina. Ele disse aos policiais que teria jogado combustível na criança e ameaçou colocar fogo na casa toda. Por conta dessa ameaça, equipes do Corpo de Bombeiros e o do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) também acabaram sendo acionadas e permaneceram no local.

À RPCTV, o tenente Daniel Silva contou que o homem, ao mesmo tempo em que parecia nervoso, também parecia confuso. “Nós tivemos momentos que ele pegou o menino e apontou uma faca no pescoço e nas costas da criança. Apresentou um galão com líquido combustível e informou que despejaria sobre o corpo dele e da criança. Depois disse que tinha jogado”.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Por volta das 4h, depois de um longo trabalho das equipes do Comando de Operações Especiais (COE) e do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), que envolveu até rua isolada, o homem se entregou. O menino, bem assustado, foi atendido no local e não estava ferido. Segundo a polícia, por ter um bom relacionamento com o pai, a criança não percebeu muito do que aconteceu na casa.

Depois de libertar o filho, o homem foi preso. Ele foi encaminhado ao Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria). Segundo a polícia, por toda a situação, o homem deve responder por cárcere privado.

Jovem morre ao colidir Jetta contra uma árvore na Linha Verde