Uma perseguição policial em alta velocidade pela Rodovia do Xisto (BR-476) terminou em confronto e morte no início da tarde desta segunda-feira (13). Dois homens suspeitos de assaltar caminhoneiros fugiram em um Corsa ao notarem a presença de uma viatura da Polícia Civil que investigava uma suposta série de roubos cometidos pelos dois. A fuga começou na Cidade Industrial (CIC), no sentido Araucária, e seguiu até as proximidades do viaduto do Contorno Sul. Após perderem o controle do carro, ainda no sentido Araucária, os homens abandonaram o veículo para fugir a pé cruzando a rodovia. Um deles foi morto em uma troca de tiros.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

De acordo com um dos investigadores da Civil que estava na viatura, do 11.° Distrito, os dois suspeitos estavam sendo investigados há três meses. Nesta segunda-feira, os policiais monitoravam as ações da dupla quando foram notados e a perseguição começou. Segundo o investigador, os homens saíram em alta velocidade e a viatura foi atrás. Deixando o Contorno Sul e acessando a Rodovia do Xisto, a cerca de um quilômetro do viaduto, os suspeitos perderam a direção do Corsa e foram parar no meio do canteiro. A viatura fez o mesmo movimento e os homens aproveitaram para fugir a pé.

Uma testemunha, que preferiu não se identificar, disse que ouviu tiros nesse momento. “Eu estava na estrada de moto e o Corsa passou muito rápido por mim. Quase não deu tempo de sair da frente dele. Ali do canteiro, eu vi um cara saindo e atravessando a pista da rodovia e subindo o barranco da marginal. Deu para ver ele apontando alguma coisa para o policial. Foi quando eu ouvi os tiros”, disse.

O suspeito morreu na via marginal sentido Curitiba. O Siate chegou a ser acionado para o atendimento, mas o óbito foi constatado. Segundo a Polícia Civil, o outro suspeito conseguiu fugir. A identificação dos dois não foi informada no local.

Diversos materiais dos suspeiros foram encontrados no Corsa, entre eles possíveis produtos de roubo, como lonas e ferramentas. A polícia explicou que as ações dos suspeitos visavam esse tipo de equipamento, que é usado por caminhoneiros, incluindo pneus estepe. As abordagens ocorreriam direto aos motoristas, de forma violenta.

O corpo do suspeito foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML).

Carro utilizado pelos suspeito era um Corsa vermelho. Foto: Átila Alberti/Tribuna do Paraná
Carro utilizado pelos suspeitos era um Corsa vermelho. Foto: Átila Alberti/Tribuna do Paraná

Ladrão rouba motorista de app, foge da polícia e quase causa uma tragédia