Depois de cinco meses de investigações, uma grande operação de inteligência desencadeada pela Polícia Militar do Paraná (PM-PR) prendeu, nesta quarta-feira (19), 19 pessoas que fazem parte de uma organização criminosa de tráfico de drogas que atuava em Curitiba e no litoral do Paraná.

 

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Foram cumpridos 19 mandados de prisão e 23 de busca e apreensão. Até às 10h, o balanço parcial incluía a apreensão de R$ 29 mil em dinheiro, oito armas de fogo, 119 tabletes de maconha e outras drogas e materiais apreendidos. As ações envolveram equipes do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e da Inteligência da Polícia Militar, que buscaram informações e reuniram dados sobre a atividade criminosa do grupo.

Com apoio do Ministério Público e do Poder Judiciário de Pontal do Paraná, foram emitidos os 42 mandados judiciais para sete municípios da região Metropolitana, Curitiba e dos Campos Gerais (Curitiba, São José dos Pinhais, Piraquara, Colombo, Telêmaco Borba, Pontal do Paraná e Matinhos).

+Leia também: Acusado de matar ator de Chiquititas pode estar no Paraná, aponta carta

Segundo o capitão Luciano José Ribeiro Romão, porta-voz da ação, a operação Corpus Christi, como foi batizada, recebeu esse nome em alusão à véspera do feriado religioso, e visa que as famílias que vivem no Litoral ou que irão às praias possam curtir o feriado com mais tranquilidade.

Ele também disse que antes da operação, outras ações já tinham sido feitas que colaboraram para constatar a atividade de tráfico de drogas. “A operação teve mais de uma fase, o que foi que fundamental para prender pessoas e caracterizar, os indícios apresentados, ao longo da investigação, quando foram apreendidos dinheiro, veículo, cocaína e crack”, explicou.

Além dos 19 presos, até às 10h, já tinham sido apreendidas oito armas de fogo, carregadores e munições para diversos calibres, 119 tabletes de maconha, 15 invólucros de pasta base, 1451 pedras de crack, 109 buchas de cocaína, balanças de precisão, R$ 29 mil em dinheiro e um rádio comunicador. Em fases anteriores à operação, outras seis pessoas já tinham sido presas também.

+Leia também: Para ampliar liderança do Ibope, Rádio 98 FM fecha com o ‘rei do rádio’ Renato Gaúcho

Investigações

No período de cinco meses de investigação, fora as ações desta quarta-feira, foram apreendidos 509 gramas de crack, 764 gramas de cocaína, além de três celulares e um carro. No Litoral, os materiais apreendidos e os detidos foram entregues nas Delegacias de Polícia Civil de Matinhos e de Pontal do Paraná.

O capitão Romão explicou, ainda, que o trabalho da Polícia Militar vai continuar. “Nossa atividade não se encerra, continuaremos buscando informações e a identificação de pessoas suspeitas, inclusive não descartamos a possibilidade de novas fases da operação”, afirmou.

Agência de turismo de Curitiba lesou 100 pessoas em golpe de R$ 4 milhões, diz Polícia