Atendendo a uma denúncia, policiais militares acabaram descobrindo o crime cometido por um colega de farda e ainda prenderam um homem suspeito de contrabando na madrugada deste sábado (13), em Almirante Tamandaré, Região Metropolitana de Curitiba (RMC). O policial também foi detido, suspeito de extorsão e resistência.

Conforme a Polícia Militar (PM), os policiais foram acionados por moradores que teriam dito que ocupantes de uma Fiorino estariam armados e dizendo que eram policiais federais. No endereço informado, que ficava numa casa na Rua Belo Horizonte, no Jardim Gramados, os policiais tiveram a confirmação da suspeita quando o motorista do carro viu a viatura e fugiu atirando contra os militares.

Com a reação dos PMs, houve um confronto e um dos ocupantes teria descido da Fiorino e caminhado em direção aos policiais apontando uma arma. Enquanto o motorista fugia, o homem a pé foi contido depois de reagir mais uma vez enquanto os PMs o algemavam.

Farsa descoberta

Logo que conseguiram prender o homem, os policiais descobriram que ele era um colega de farda. O PM estava armado com uma pistola calibre 9 milímetros, com numeração raspada, e carregava consigo um carregador com 15 munições.

Aos policiais, o PM teria dito que foi ao local “pegar um vale”. Na casa em que o policial teria saído, os PMs conversaram com o proprietário, de 35 anos, que contou que teria entregue R$ 3 mil ao policial militar, para evitar que fosse preso.

Além do dinheiro, o PM e seus comparsas teriam levado, ainda, parte da mercadoria de cigarros contrabandeados. Dentro da casa, os PMs encontraram ainda o restante das caixas de cigarros contrabandeados e o homem também acabou preso.

PM ferido

Enquanto os colegas de farda davam sequência às duas prisões, o PM percebeu que, ao tentar reagir, foi baleado. Ele foi socorrido pelo Siate, encaminhado ao hospital Angelina Caron, em Campina Grande do Sul, na RMC, onde foi atendido. Sob escolta, o policial militar recebeu os devidos socorros e depois foi levado à delegacia.

Fiorino abandonada

O suspeito de contrabando foi encaminhado à Delegacia de Almirante Tamandaré, junto com os cigarros apreendidos na casa dele. Pouco tempo depois, a Fiorino foi encontrada abandonada, na Rua Itália, no Jardim Graziela.

Dentro do carro, os policiais, do 22º Batalhão da PM, encontraram uma grande quantidade de cigarros. O material e o veículo também foram levados à delegacia da cidade. Depois, os presos e toda a mercadoria apreendida – junto com o homem e dentro do veículo – foram encaminhados à sede da Polícia Federal, no bairro Santa Cândida, em Curitiba.

Estava afastado

Em nota, a PM reforçou que não compactua com delitos cometidos por seus integrantes e informou que o militar continua detido. Segundo a corporação, o PM já estava afastado de suas funções por questões de saúde, mas era suspeito de outros crimes.

Conforme a assessoria da PM, o mesmo policial já responde a um processo administrativo que avalia a permanência dele ou não na corporação. Ele também foi alvo de uma ação penal por suspeita de participação em roubos de caixas eletrônicos.

Foto: Colaboração.
Com o PM, os policiais apreenderam uma pistola calibre 9 milímetros com numeração raspada e munições. Foto: Colaboração.