Dois aparelhos celulares foram encontrados na cela de David Willian Vollero Silva, 18 anos, um dos réus no caso da morte do jogador Daniel Corrêa Freitas. Ele está preso na Casa de Custódia de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Apesar de confirmar a existência dos aparelhos, que foram encontrados durante uma vistoria na quarta-feira (17), o Departamento Penitenciário do Paraná (Depen) não informou quais detentos teriam feito uso dos equipamentos, já que David Willian divide cela com outros presos. O jogador Daniel foi assassinado de maneira cruel em 27 de outubro de 2018, após uma festa na casa da família Brittes.

De acordo com as informações do Depen, os aparelhos celulares foram encontrados na cela de David Willian por agentes que faziam uma vistoria. Os equipamentos foram encaminhados para o setor de inteligência para análise e os presos que estavam na cela foram isolados. Se houver conteúdo relevante para ao caso do jogador Daniel, os dados dos celulares podem ser anexados ao processo. Ainda segundo o Depen, os detentos ficarão à disposição do conselho disciplinar da unidade penal e um procedimento administrativo será aberto para apurar o caso.

+ Veja as últimas imagens do jogador Daniel ainda vivo!

Réu no caso Daniel, David Willian é acusado de homicídio triplamente qualificado, ocultação de cadáver, fraude processual, corrupção de menor e denunciação caluniosa.

De férias, policial prende mulheres que tinham tática para fazer arrastão em lojas