Um exame toxicológico de uma motorista ao renovar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) levou a Polícia Civil a apreender remédios falsos em Curitiba e também no interior do Paraná. A motorista, de Santo Antonio da Platina, no Norte do estado, teve a renovação da habilitação negada ao ser constatada anfetamina no exame toxicológico do Detran. Ao detalhar mais os exames, a motorista descobriu que a anfetamina vinha do emagrecedor que tomava, o qual se constatou que era falsificado.

+Veja mais! Amigas de Curitiba apostam na arte das vovós para ganhar dinheiro na internet!

Diante da denúncia, a polícia apreendeu centenas de frascos de medicamentos emagrecedores adulterados em uma residência de Siqueira Campos, cidade vizinha a Santo Antônio da Platina, há uma semana. A medicação produzida e embalada sem permissão da Agência Nacional de Saúde (Anvisa)  era vendida nas redes sociais.

+Viu essa? Homem que matou esposa de forma cruel é condenado em Araucária

Sexta-feira (23), a polícia prendeu um homem de 53 anos em Curitiba que também faria parte do esquema. No momento da prisão, o suspeito carregava uma mala carregada de frascos e cartões de propaganda dos produtos, além de uma máquina de pagamento por cartão. O homem foi autuado por falsificação e adulteração de medicamentos, cuja pena chega a até 15 anos de prisão.

Caminhonete com tática de ‘James Bond’ é apreendida no Paraná. Veja!