Mais de 50 policiais civis do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) estiveram nas ruas do bairro Centro, em Curitiba, na manhã desta quarta-feira (24). A ação teve o objetivo de encontrar drogas e suspeitos de tráfico que se hospedam em hotéis e pensionatos da região. Três pessoas foram presas em flagrante e dois mandados de prisão foram cumpridos.

De acordo com o delegado Rodrigo Brown, que comanda a unidade de elite da Polícia Civil, cinco pensionatos foram fiscalizados. “Partimos através de denúncias da própria população, que tem reclamado muito do que acontece no Centro da capital. Isso, somado ao nosso setor de inteligência, resultou na operação”, explicou.

O primeiro local que recebeu a presença dos policiais foi um pensionato na Rua São Francisco. No local, aproximadamente 20 pessoas foram abordadas e uma pequena quantidade de drogas foi encontrada. Dentro do prédio, o que os policiais localizaram foi calamidade. “Horrível. Obviamente, essas pessoas não moram nestes quartos, eles frequentam para uso e venda de drogas”, comentou o delegado.

Ainda segundo ele, além das porções de drogas, dentro do pensionato também foram encontrados objetos usados na preparação dos entorpecentes. Uma mulher, que foi identificada pelos investigadores no momento da ação como a gerente do local, chegou a ser encaminhada à delegacia. No entanto, foi liberada logo depois. “Ela estaria morando ali, pois não há um proprietário e ninguém paga aluguel, já que é tudo irregular”, comentou o delegado.

Prisões e apreensões

No total, foram apreendidos 17 pedras e de crack, 103g da mesma droga que ainda seria preparada para venda, e mais 440g de maconha.

Além disso, cinco pessoas foram presas e responderão por tráfico. Entre elas está o casal Vanielison Soares dos Santos, 19 anos, e Suzane Maria Faria, 20, e também Alexandre dos Santos, 24.

Já Israel Spinardi, 39, e Márcio Amaro Joaquina, 33, estavam foragidos pela prática de outros crimes e foram levados pro xilindró na mesma operação.

Continua…

Segundo o delegado, muitos empresários e moradores da região parabenizaram os policiais e pediram que as ações continuem. Para eles, Brown traz a boa notícia de que o trabalho não terminou. “Temos informações a respeito de outros pontos de tráfico na região central e logo vamos abordá-los”, adianta o policial, que solicita o apoio da população com denúncias. “Garantimos o anonimato do denunciante, que pode entrar em contato pelo telefone 3217-2900 ou ainda pelo 181 e 197”.