A Polícia Civil prendeu na última sexta-feira (16) o segundo suspeito de estuprar e matar a jovem Thainá Silveira, de 19 anos, encontrada no dia 27 de abril desse ano após passar três dias em cárcere privado em Almirante Tamandaré, na Região metropolitana de Curitiba. O homem, de 27 anos, foi preso em casa, no Boqueirão. Outro suspeito do crime foi preso no dia 22 de julho.

Segundo a polícia, a jovem e seu namorado, também de 19 anos, foram abordados pela dupla em uma lanchonete no Centro da capital, levados a um hotel, na região, onde começou a tortura. De lá, eles foram levados a outro hotel, no centro de Almirante Tamandaré, onde a tortura seguiu.

O namorado de Thainá, que sobreviveu, teve um dedo da mão amputado. A polícia ainda investiga a motivação do crime, mas suspeita de uma briga de gangues, já que os namorados eram de facções criminosas rivais.

Resgate de tiriva presa em fio de pipa mobiliza bombeiros em Curitiba