Dois policiais militares do Batalhão de Operações Especiais (Bope) ficaram feridos por volta das 15h desta quinta-feira (20) durante uma instrução com o Grupo Antibombas na Academia Policial Militar do Guatupê (APMG), em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC).

De acordo com o capitão Sergio Augusto Silva do Bope, os ferimentos aconteceram após uma explosão acidental, no momento em que um sargento e um soldado, que possuem experiência nesta função, preparavam uma aula programada com explosivos, que seria ministrada para cerca de 10 alunos do curso do Batalhão Antibombas.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Capitão Sergio Silva do Bope. Foto: Atila Alberti
Capitão Sergio Silva do Bope. Foto: Atila Alberti

“Era uma instrução programada. Apenas os dois policiais que estavam próximos aos explosivos se feriram.  Não havia nenhum aluno próximo, eles estavam todos em sala de aula, aguardando a instrução. A explosão aconteceu em um campo de futebol da academia, um lugar considerado seguro, escolhido justamente para evitar que alguém se ferisse” explicou o capitão.

Socorro

O primeiro atendimento aos policiais foi feito pelo médico da Academia, para estancar as hemorragias antes da chegada do Siate e do Samu, que foram acionados para atendimento das vítimas. Socorridos, eles foram levados para o Hospital do Trabalhador, com ferimentos graves nas mãos, braços, pernas e rosto, provocados pelos estilhaços. No entanto, ainda conforme o capitão Sergio, eles seguem internados, mas não correm risco de morte.

Mala abandonada com artefato de guerra causa pânico em bairro de Curitiba