Um homem morreu em uma troca de tiros com a polícia na manhã desta quarta-feira (17), na Rua Rio Branco do Sul, no Jardim Roma, em Almirante Tamandaré. O confronto, na região metropolitana de Curitiba, ocorreu durante uma abordagem ao suspeito, realizada por três policiais do 22.° Batalhão Polícia Militar (PM), por volta das 9h20. O homem teria tomado a arma de um dos policiais e efetuado disparos contra eles. Ele era suspeito de uma tentativa de roubo, momentos antes, e foi identificado por causa do seu cachorro.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Segundo a PM, a abordagem se iniciou com uma denúncia de roubo. Uma mulher, não identificada, que estaria em um carro preto, modelo Ford Ka, teria parado a viatura dos policias para avisar de uma tentativa de roubo contra ela, praticada por dois homens. Um deles estaria com um cachorro. “Os policiais iniciaram a busca e o cachorro ajudou a identificar o suspeito, já que, segundo a denúncia, um dos suspeitos estaria com um cachorro”, disse o tenente-coronel Sérgio Augusto Ramos, comandante do 22.° Batalhão.

+Viu essa? Bastante violento, homem suspeito da morte de líder comunitário é preso após ação policial

Ainda segundo Ramos, ao receber a abordagem o homem reagiu atiçando o cachorro contra os PMs, que, mesmo assim, iniciaram o procedimento de algemar o suspeito. “Nesse momento, ele tomou a arma de um dos policiais e atirou contra eles, só parando porque a arma falhou, provavelmente pela inabilidade do homem em usá-la”, afirmou o tenente-coronel. Neste momento, os policiais revidaram e atingiram o homem com tiros de metralhadora.

Um policial foi atingido na mão, outro no colete à prova de balas, na altura do tórax, e o terceiro levou um tiro no coturno. Eles foram encaminhados para uma unidade de saúde de Almirante Tamandaré. Depois, foram levados pelo Siate para serem atendidos em um hospital de Curitiba. Apesar dos ferimentos, os três não correm risco de morte.

Até o fim da manhã desta quarta-feira, o suspeito que veio a óbito não havia sido identificado. Ele chegou a receber o atendimento do Siate, mas a morte foi constatada. Segundo a PM, um simulacro de arma de fogo estava em sua posse. O cachorro não sofreu ferimentos e ficou o tempo todo ao lado do corpo. O animal de estimação será encaminhado para os órgãos responsáveis. O outro suspeito da tentativa de roubo não foi encontrado.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Histórias de excessos em abordagens policiais se multiplicam em Curitiba