A “sem vergonhice” dos ladrões parece não ter fim em Curitiba. Desta vez, eles serraram postes de fibra de vidro da Linha Verde, no Fanny, para roubar os cabos de cobre e as luminárias de led. O local já tinha passado pelo mesmo problema em setembro, quando 28 postes foram serrados ao longo de 3,5 quilômetros, também no Fanny, entre o viaduto da Avenida marechal Floriano Peixoto e a estação Santa Bernadete.

Desta vez, o prejuízo foi um pouco menor. A reportagem contou seis postes serrados e caídos ao chão (sem os cabos e as luminárias), além de outros 18 postes que foram mantidos em pé, porém sem as luminárias e cabos.

O problema é na marginal da Linha Verde, desde a Rua Antônio Ader, em frente a uma casa de eventos, até quase a altura de um condomínio residencial de prédios, número 15.480 da Linha Verde (entre a estação Santa Bernadete e o viaduto da Rua Francisco Derosso).

O prejuízo com furtos de luminárias e cabos e a substituição dos postes, só na Linha Verde, pode ter ultrapassado os R$ 100 mil em 2017. Quando isso ocorreu pela primeira vez na Linha Verde, a prefeitura estava pensando em preencher os postes de fibra de vidro com concreto.

Os postes em fibra foram escolhidos pela prefeitura por serem mais leves e práticos de transportar, instalar e fazer manutenção. No entanto, também se tornaram alvo fácil dos ladrões, que já serraram diversos outros postes como este na cidade, em pelo menos outros três bairros.

Leia mais: Homem tem perna amputada após chutar bateria de fogos de artifício e sofrer queimadura