O suspeito de esfaquear e matar o flanelinha Marcos dos Santos, 46 anos, que costumava cuidar de carros nos arredores da Praça Oswaldo Cruz, no Centro de Curitiba, foi preso na última segunda-feira (25). O crime ocorreu no dia 29 de outubro, na Rua Lamenha Lins, na parte externa da praça, quando o suspeito, de 38 anos, atingiu o pescoço da vítima.

O crime chamou a atenção porque, mesmo ferido, Marcos dos Santos conseguiu correr por quase 50 metros até um empório e restaurante, que fica na esquina da Sete de Setembro com a Lamenha Lins. O objetivo era pedir ajuda, mas a morte se deu no estabelecimento, por volta das 12h20.

+ Leia ainda: Suspeito de tentar matar desafeto com cinco tiros é preso em Curitiba

Conforme apurado durante a investigação da Polícia Civil, tanto o suspeito como a vítima trabalhavam de flanelinhas. No dia do crime, Marcos dos Santos teria invadido a área onde o suspeito atuava, para prestar o serviço. Santos foi surpreendido com a facada.

Segundo a delegada Thatiana Guzella, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), responsável pelo caso, consta também no inquérito policial que a vítima era pessoa em situação de rua. Já o suspeito preso disse que morava com uma cunhada em Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), mas devido à distância do Centro de Curitiba até lá, muitas vezes ele passava as noites nas ruas.

Ainda de acordo com a polícia, durante a abordagem, o suspeito não esboçou reação, nem quis falar sobre o caso. Na delegacia, ele teria confessado ser o autor das facadas e confirmado a motivação de disputa por guarda de veículos. Ele foi indiciado por homicídio qualificado por motivo fútil.

+ Leia ainda: PM de folga salva taxista de carro em chamas em Antonina

“O autor chegou a alegar uma legítima defesa. Segundo ele, em depoimento, a vítima teria puxado uma faca para atacá-lo. No entanto, essa suposta faca da vítima nunca foi encontrada, testemunhas não viram essa faca, nas câmeras não aparece essa faca. O que ressalta a divergência do depoimento com a realidade dos fatos”, disse a Thatiana Guzella.

O suspeito já tinha passagens policiais e está à disposição da Justiça.

Preso Bigodinho, suspeito de roubar três carros no mesmo dia e de ‘tocar o terror’ na RMC