Na esperança de conseguir um bom emprego, diversas mulheres foram vítimas de estelionato, pagando taxas e até realizando favores sexuais para o suposto “agenciador”. Diante dessa denúncia, Rosnei Guaraci de Godoy, 50 anos, foi preso em flagrante pelo 1.° Distrito Policial de Curitiba.

Segundo o delegado titular da unidade, Gil Rocha Tesserolli, o homem abordava mulheres nas proximidades de agências de emprego e empresas de recursos humanos no Centro da capital, oferecendo um cargo de secretária com salário médio de R$ 1.500,00.

“Ele ficava próximo dessas agências e até assinava o contrato com a vítima. Depois, pedia valores em dinheiro para documentos e taxas admissionais, mas sumia”, disse.

Rosnei, preso por aliciar mulheres que procuravam emprego. Foto: Pedro Serápio
Rosnei, preso por aliciar mulheres que procuravam emprego. Foto: Pedro Serápio

Em alguns momentos ele se aproveitava para obter vantagem sexual. “Há casos em que o suspeito obrigava as vítimas a satisfazerem alguns de seus desejos sexuais”.

Inclusive, a denúncia que levou os policiais até o suspeito envolvia as “segundas intenções” do autor. “Uma mulher nos procurou dizendo que havia sido convocada para um treinamento com pernoite obrigatória no Centro de Campo Largo. No dia do evento nós a acompanhamos e efetuamos o flagrante quando o homem começou a caminhar com a vítima”, contou.

Na delegacia, Rosnei confessou o crime de estelionato, mas nega ter forçado as vítimas sexualmente. “Ninguém fez nada a força. Os dois têm que querer”, afirmou.

No entanto, ele já era procurado pela Delegacia da Mulher, suspeito de estupro. “Uma das vítimas chegou até a auxiliar na confecção de um retrato falado muito fiel”, comentou o delegado, que aconselha homens e mulheres a desconfiarem de abordagens assim e sempre denunciarem o fato.

Por isso, todas as vítimas são convocadas a comparecer na delegacia para serem ouvidas e realizarem o eventual reconhecimento do suspeito. “Até agora já sabemos de, pelo menos, cinco mulheres, mas outras vítimas vão aparecer”. O telefone do 1.° DP é (41) 3326-3400.

Ficha criminal

Rosnei já colecionava passagens pela polícia por estelionato e furto. Agora, aumentou sua ficha criminal e permanece preso à disposição da Justiça.

Vídeo

Veja a entrevista com o delegado Gil Rocha Tesserolli:

Veja o depoimento do suspeito preso, Rosnei Guaraci de Godoy:

Acesse o Painel do Crime, a mais nova fonte de informações sobre crimes em Curitiba e região