Um jovem de 18 anos foi preso em flagrante na manhã desta segunda-feira (14) depois de ter confessado o assassinato de Murillo Casarin, de 19 anos, no bairro Capela Velha, em Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC).

O corpo da vítima foi localizado na madrugada desta segunda, mas ele foi morto no sábado (12), de acordo com o delegado-titular da Delegacia de Araucária. Daniel Isac de Lima Bosco confessou o crime e disse que matou o jovem a marretadas por ciúmes da namorada, que era prima da vítima.

Leia também: Homem fura dois bloqueios na BR-116 mas é preso com moto ‘potente’, roubada no RJ

“Matou por ciúmes da namorada, adolescente de 17 anos e prima da vítima. Ela estava ciente do crime e o Daniel, com outro adolescente, fizeram uma cova há duas semanas em um matagal e premeditaram o crime. Ele foi morto a marretadas e enterrado. Ele poderia estar até vivo quando foi enterrado”, contou o delegado-titular João Marcelo Renk Chaga.

Crime premeditado

Conforme o delegado, o autor do crime teve a ajuda de sua namorada, de 17 anos, uma amiga, de 14 anos e um outro amigo, de 16 anos. Eles armaram uma emboscada para o jovem, que foi atraído por meio de um suposto encontro “organizado” pela prima. A arma usada no crime, uma marreta, foi apreendida pela polícia.

“A prima disse para Murillo que queria apresentar uma amiga para ele, a menina de 14 anos. Ele ficou interessado e foi até Araucária para conhecê-la. Durante o caminho para a casa da prima, os dois jovens abordaram a vítima e ele foi morto com diversas marretadas”, completou o delegado.

Os outros envolvidos no crime, conforme a polícia, são menores de idade e foram apreendidos pela Delegacia do Adolescente, já Daniel deve responder por homicídio qualificado, ocultação de cadáver e corrupção de menor.

Touro esmaga peito de peão, que morre durante rodeio em Maringá