Foi preso, na noite desta terça-feira (17), o segundo suspeito de envolvimento no assassinato do policial militar Edson Luiz Cordeiro Borges. Ele foi morto a tiros no último sábado (14), quando mesmo de folga tentou barrar um assalto contra uma loja de departamentos em Piraquara, na região metropolitana de Curitiba.

O suspeito, de 19 anos de idade, foi preso no bairro Capão da Imbuia e logo foi encaminhado para a carceragem da Delegacia de Piraquara. O suspeito já tinha uma mandado de prisão contra ele e foi preso por latrocínio, roubo com morte.

O outro suspeito do crime trocou tiros com a PM e acabou preso.

O assassinato do policial Borges

O policial Borges foi morto a tiros no sábado após tentar barrar um assalto numa loja de departamentos na Avenida Presidente Getúlio Vargas, no Centro de Piraquara, quando dois indivíduos entraram no estabelecimento comercial dando voz de assalto. Além do cabo, mais quatro pessoas foram rendidas pelos assaltantes. O policial esperou os marginais deixarem a loja para tentar uma abordagem. Porém, ele foi baleado no pescoço e no ombro. Ele chegou a ser encaminhado ao hospital Cajuru, mas não resistiu.

O sepultamento do policial Borges ocorreu na última segunda-feira e foi tomado de muita emoção, pois o policial era bastante querido na corporação.