Suspeito de matar o cabeleireiro José Carlos de Oliveira Neto, 57 anos, na noite de quarta-feira (3), no Centro de Curitiba, um homem, que não teve a identidade divulgada pela Polícia Civil, foi preso logo após a polícia localizar o corpo da vítima dentro de um armário em um apartamento na Rua Emiliano Perneta. A princípio, outras duas pessoas podem ter envolvimento no crime.

De acordo com informações do delegado da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa, Luiz Alberto Cartaxo Moura, a vítima foi encontrada após os vizinhos acionarem a polícia, já que tentaram chamar o homem em seu apartamento e não receberam resposta.

+ Leia mais: Marginais rendem clientes e funcionários de supermercado pra fazer a limpa em celulares!

Para o delegado, apesar das circunstâncias apontarem para um possível latrocínio – roubo seguido de morte – a apuração do crime pode levar à conclusão de que foi um homicídio, e que os pertences levados da casa foram consequência do assassinato.

No armário

O corpo do homem foi encontrado dentro do armário, enrolado em cobertores e com as mãos e pés amarados. “Ele foi imobilizado, se debateu, houve luta e um desacerto de alguma natureza. Existem indícios de latrocínio, em virtude da subtração de objetos, mas eu ainda não estou convencido. Está mais próximo de algo envolvendo um relacionamento”, sentenciou.

A DHPP segue a cargo das investigações até que mais evidências da motivação do crime sejam descobertas. A polícia preferiu não divulgar a identidade do preso, até o momento, para que a investigação não seja comprometida.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Advogado dá golpe de R$ 300 mil em clientes de Curitiba e some com a grana