Dois servidores municipais de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), foram presos suspeitos de mandar matar um morador de rua no dia 18 de maio na cidade. A prisão do homem de 53 anos e da mulher de 46 anos, foi feita pela Polícia Civil na terça-feira (28).

A polícia prendeu, no dia da morte, um casal que confessou ter executado o homicídio. Eles afirmaram que foram contratados para matar porque havia suspeita de que o morador de rua iria matar a servidora pública.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Relembre o caso

O morador de rua foi morto na madrugada do dia 18 de maio. O corpo foi encontrada às 8h30 em uma estrada no bairro Colônia Rio Grande, na área rural de São José dos Pinhais.

A vítima foi ferida por golpes de faca e teve o corpo parcialmente carbonizado. Nas costas, a vítima tinha marcas de siglas de uma facção criminosa.

Poucas horas após o crime, a Polícia Civil chegou até os suspeitos de executarem o assassinato, que moravam em um condomínio próximo do local onde o corpo foi encontrado. No porta-malas do carro do casal, havia sangue.

O suspeito de 28 anos alegou ter praticado o crime por vingança, já que o morador havia ameaçado uma amiga próxima do casal. A dupla foi autuada por homicídio qualificado, fraude processual e ocultação de cadáver.

Máfia da cidadania italiana é descoberta em Curitiba e 5 mil processos são cancelados