Dois jovens que estavam em posse de produtos furtados de uma escola, uma unidade de saúde e um Centro Municipal de Educação (Cmei) no bairro Tatuquara foram presos nesta quarta-feira (25). Patrick Miranda Alves Cordeiro, 19 anos, e Ezequiel Batista, de 41, foram encontrados por policiais civis do 13º Distrito Policial (DP), com a ajuda de guardas municipais.

A suspeita inicial da polícia era a de que a dupla poderia estar relacionada à invasão ao Cmei Bairro Novo, no Sítio Cercado, que a Tribuna do Paraná noticiou nessa semana. Porém, num trabalho de investigação durante a manhã desta quinta-feira (26), os policiais confirmaram que não se tratam dos mesmos invasores.

A procura pela dupla começou depois das denúncias de arrombamentos na creche pública Centro de Educação Família Feliz, Unidade de Saúde Municipal do Umbará e na Escola Maria Neide Gabardo Betiato. Segundo a polícia, todos estes locais foram arrombados e vários pertences furtados.

Com os dois presos, os policiais encontraram três computadores, dois monitores, um circulador de ar, um liquidificador, uma TV e vários acessórios de informática. Também foi apreendido um extintor de parede, provavelmente levado de algum dos lugares que foram invadidos.

Cmei2

Investigação

Patrick e Ezequiel foram autuados por receptação na Central de Flagrantes. Para a polícia, as investigações devem continuar, pois ainda existem indícios de que os dois vinham praticando arrombamentos nestes locais há algum tempo. Justamente pelas suspeitas, ainda foi pedida a conversão da prisão da dupla para preventiva.

Conforme a polícia, os coordenadores dos locais arrombados compareceram à delegacia e reconheceram os objetos. Tudo o que tinha sido levado foi devolvido às unidades de origem. Os policiais pedem que a população do Tatuquara colabore sempre com denúncias, através do telefone (41) 3396-1471.

https://tribunapr.uol.com.br/noticias/seguranca/vandalos-destroem-cmei-e-deixam-ameacas-dizendo-que-vao-voltar/