Em menos de 24 horas, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) fez duas das maiores apreensões de maconha do ano no Paraná. .

A droga estava escondida em um caminhão que transportava peças de câmaras frigoríficas. Aos agentes, o motorista, de 56 anos, contou que recebeu a carga ilegal em Pato Bragado – município do extremo oeste paranaense que fica na região da fronteira com o Paraguai – e que o destino final seria o Estado do Rio de Janeiro.

A abordagem foi feita durante uma fiscalização de rotina na BR-163. O caminhoneiro foi preso em flagrante e encaminhado, junto com a maconha e o veículo, para a Delegacia da Polícia Federal em Cascavel.

Mais droga

A outra grande apreensão foi na manhã dessa sexta-feira (4). Os policiais encontraram 2,1 toneladas de maconha sob uma carga de laranja na carroceria de um caminhão. O flagrante foi feito pela PRF na BR-487, em Alto Paraíso, no noroeste do Estado, ainda na região da fronteira. E só porque os agentes desconfiaram do motorista e decidiram vasculhar o veículo.

Quem conduzia o caminhão era um rapaz de 23 anos, que acabou preso em flagrante. Na sequência, ele contou que pesou a maconha em Itaquiraí (MS) e que levaria o material entorpecente até São Paulo (SP). A ocorrência foi encaminhada pela PRF para a Delegacia da Polícia Civil em Xambrê.

O crime de tráfico de drogas tem pena prevista pelo Código Penal de cinco a 15 anos de prisão.

Foto: Divulgação/PRF.
Foto: Divulgação/PRF.

Ranking

Estas duas apreensões foram a terceira e quarta maiores registradas até agora no Paraná, respectivamente. A maior, no topo do ranking da PRF, foi registrada em 26 de julho, em Toledo, quando 4,3 toneladas de maconha foram apreendidas. E a vice-campeã da lista foi em Guaíra, no dia 9 de maio: 2,7 toneladas.