Dezesseis pessoas morreram nas rodovias que cortam o Paraná durante o feriado de Nossa Senhora Aparecida, na última sexta-feira (12). Os números são dos balanços divulgados nesta segunda-feira (15) pela Polícia Rodoviária Estadual  (PRE) e também pela Polícia Rodoviária Federal (PRE).

Segundo a PRE, além de 11 mortes, foram contabilizados ainda 70 acidentes, com 64 pessoas feridas. Apesar de altos, os números deste ano foram menores que o feriado de 2017, quando foram registrados 132 acidentes, 150 feridos e 12 óbitos.

A PRF contabilizou 5 mortes nas rodovias federais que cortam o Paraná. Foram flagrados 5.904 veículos transitando acima dos limites máximos de velocidade durante os quatro dias de operação, o motorista de uma BMW foi registrado a 150 km/h em um trecho de pista molhada onde a velocidade máxima é de 80km/h.

Segundo a PRF, entre as causas dos cinco acidentes fatais estão velocidade incompatível com o trecho, falta de atenção do motorista ou do pedestre e falha mecânica. Todas as cinco mortes ocorreram em trechos de reta. Três delas, em pista seca.

Das cinco vítimas fatais, duas eram motociclistas, uma era ciclista e outra pedestre. A quinta vítima dirigia um Fusca, na noite da última quinta-feira (11), quando teve o seu carro atingido por um semirreboque, que se desprendeu de um caminhão que seguia no sentido contrário. O acidente ocorreu após uma curva, na BR-153, em Mallet, região dos Campos Gerais do Paraná.

Leia mais! ‘Certidão de Nascimento’ comprova qual foi a primeira lombada eletrônica de Curitiba!

Além dos acidentes fatais, outras 104 ficaram feridas. As equipes da PRF atenderam a 80 acidentes e o número é menor do que o do ano passado, quando foram registrados 163 acidentes. Além disso, no mesmo período do ano passado, quando a operação teve um dia a mais de duração porque o feriado caiu numa quinta-feira, oito pessoas morreram e 126 ficaram feridas.

Veja também! Quatro ficam feridos em grave acidente na BR-376! Cinco carros se envolveram!

Flagras nas rodovias

Neste ano, foram registrados pelos agentes 62 flagrantes de motoristas dirigindo sob influência de bebidas alcoólicas e 224 veículos foram recolhidos aos pátios da PRF por diferentes irregularidades. Também foram 350 infrações por manobras proibidas de ultrapassagem e 44 veículos com crianças sendo transportadas sem o equipamento de retenção adequado à idade (bebê-conforto, cadeirinha ou assento de elevação).

Além destes flagras, os policiais também registraram, em vídeo, com radares, motoristas em alta velocidade. As duas primeiras imagens, de carros a 151 e 152 km/h, foram registradas na BR-277 em Balsa Nova, Região Metropolitana de Curitiba (RMC), na última sexta-feira (12). A terceira, do motorista da BMW a 150 km/h, foi num trecho de pista molhada na BR-277, em São José dos Pinhais, no domingo (14) e o quarto veículo que aparece no vídeo é de uma motocicleta a 149 km/h na BR-376 em Guaratuba, litoral do Paraná, no sábado (13).

Viu essa? Um morto e cinco feridos! Até criança foi baleada em ação de marginais na CIC

Em alguns dos casos, a velocidade máxima sinalizada era de 80 km/h, o que significa dizer que os condutores desenvolviam velocidades superiores a 50% em relação ao limite. Essa infração gera multa de R$ 880, além de suspensão da carteira de motorista por um prazo de dois a oito meses.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Operadora “adianta” horário de verão e faz clientes acordarem uma hora mais cedo