Uma professora de 64 anos foi encontrada morta em sua casa, no bairro Pinheirinho, em Curitiba, nesta sexta-feira (10). Ela foi morta a facadas e, de acordo com informações repassadas pela polícia, o corpo dela foi localizado graças aos colegas de trabalho, que estranharam sua ausência no Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI). O filho é o principal suspeito de cometer o crime.

“Tudo indica que foi o filho, que morava com ela, porque só estavam os dois no imóvel no momento do crime. A ação criminosa começou na sala e o corpo foi arrastado para o banheiro” explicou o delegado Osmar Feijó da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Testemunhas relataram que mãe e filho brigaram de madrugada e que viram o rapaz deixando o imóvel logo depois disso. Eles garantem que ninguém entrou no apartamento da professora além dele.

“As testemunhas falaram que a discussão foi grave e que foi possível ouvir dos outros apartamentos. A professora tinha ferimentos no pescoço e agora a perícia deve apontar se há outros ferimentos e qual arma foi utilizada. No tanque da cozinha da casa encontramos uma faca de cozinha. O assassino lavou as mãos ali e ainda limpou parte do local”, completou o delegado.

Por volta das 18h, o rapaz foi detido por policiais militares em Joinville-SC.