“Salvei a vida dela, mas perdi a minha”. A frase é de Jean Bolino dos Santos, de 29 anos, suspeito de ter matado Lucas Fernando Samsoniuk, no dia 08 de junho, no bairro Capão Raso, em Curitiba. O autor do crime está preso na Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa desde terça-feira (16).

+Leia mais! Moradores em pânico na RMC. Incêndio destruiu empresa por completo!

Jean alegou que três homens estavam oferecendo droga para a namorada e que teria a intenção apenas de matar o “cabeça”. No entanto Lucas, por ser seu amigo, tentou intermediar a situação e acabou sendo alvejado com 4 disparos de arma de fogo, calibre 38. Os três primeiros tiros foram nas costas e o último na cabeça. “Sem motivo justificado ele tirou a vida do rapaz e seguiu ameaçando algumas testemunhas do crime por mensagens de áudio”, relatou o Delegado Thiago Nobrega.

+Viu essa? Mulher morre após tambor de freio se soltar de caminhão e atingir carro

Mocado no litoral

Após o crime, Jean Bolino seguiu escondido na casa de parentes no litoral do Estado. A Polícia Civil chegou a fazer diligências, mas na oportunidade não encontrou o suspeito. Sabendo que estava sendo procurado, Jean retornou para Curitiba. No entanto, com a prisão decretada desde o começo do mês de julho, a liberdade estava prestes a terminar. “Eu estava com sangue nos olhos e agora vou ficar aqui.” O detido não tinha passagens policiais até então.

+ Atenção! Você está a um clique de ficar por dentro do que acontece em Curitiba e Região Metropolitana. Tudo sobre nossa regiãofutebolentretenimento horóscopo, além de blogs exclusivos e os Caçadores de Notícias, com histórias emocionantes e grandes reportagens. Vem com a gente!

Rapaz é assassinado no local de antigo prédio público em Curitiba