Suspeito de assediar uma criança de 10 anos por meio de aplicativo de mensagens instantâneas de celular, Valdomiro Gomes dos Santos, 54 anos, foi preso em flagrante, na tarde da última sexta-feira (18), pela equipe de investigação do 11º Distrito Policial (DP), no bairro Cidade Industrial de Curitiba (CIC).

Segundo informações policiais, a equipe chegou até o homem através de um registro de Boletim de Ocorrência (BO) realizado pelos pais da vítima. Conforme relato, o homem estava enviando mensagens de texto para a criança pedindo para que ela a enviasse fotos e vídeos de teor sexual, além de oferecer dinheiro para que a vítima fizesse o que ele solicitava.

Durante as diligências, a polícia descobriu que o homem já estava assediando a garota há uma semana. Na delegacia, o homem confessou o crime, mas disse que foi uma “confusão”. O preso diz que enviou as mensagens por engano e que não tinha a intenção de assediar um menor.

O delegado-titular da unidade, Rinaldo Ivanike, contesta essas informações, já que o mesmo perguntou a idade da criança em um determinado ponto da conversa e, ainda assim, continuou insistindo para que houvesse uma troca de favores sexuais.

“Todas as mensagens enviadas eram de cunho sexual. Ele ainda confessou que não tinha mais relações com a esposa e que estava procurando a menor para um encontro amoroso. O tablet que ele usava para a troca de mensagens foi apreendido pela nossa equipe.”

Diante do fato, foi autuado em flagrante por ato libidinoso contra criança e permanece preso à disposição da Justiça, já que não houve pagamento da fiança. As investigações prosseguem para apurar se há outras crianças vítimas do suspeito.

Foto: Átila Alberti.
Foto: Átila Alberti.