Um homem de 27 anos, suspeito de matar uma idosa com sete facadas na tarde do dia 13 de julho deste ano, na Rua André de Barros, no Centro de Curitiba, foi preso pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Segundo a polícia ele tem esquizofrenia e está detido no Complexo Médico Penal, em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC).

Leia mais: Gerente de pensionato, idosa é morta a facadas após desentendimento com hóspede

“Solicitamos a prisão temporária dele e ela foi decretada. Encontramos ele em um hospital, ele tem esquizofrenia e estava internado. Agora ele está custodiado no Complexo Médico Penal, para tratamento além do cumprimento da pena, já que tem que ser responsabilizado pelo crime bárbaro que cometeu”, explicou a delegada Sabrina Alexandrino.

Desentendimento 

O crime assustou quem passava pela região. A idosa, de 75 anos, identificada como Doracilia Soares de Souza, era gerente do pensionato e teria sido morta após um desentendimento com o homem, que era hóspede do estabelecimento. A polícia chegou até o preso por meio de documentos deixados por ele no quarto em que estava hospedado. Além disso, testemunhas confirmaram que ele seria o autor do crime.

Funcionária da Assembleia Legislativa suspeita de ataques a carros-fortes é exonerada