A Polícia Civil identificou um suspeito de ser o autor do disparo que atingiu um torcedor do Coritiba no último sábado (16), no bairro Xaxim, em Curitiba. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (Sesa), Lucas Gonçalves, de 24 anos, estava internado no Hospital do Trabalhador e teve morte encefálica decretada na noite de segunda-feira (18). O corpo do jovem já foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba.

+Leia mais! Operação contra o tráfico cumpre 29 mandados no Centro histórico de Curitiba

De acordo com o delegado Clóvis Galvão, da Delegacia Móvel de Atendimento ao Futebol e Eventos (Demafe), o suspeito deve se apresentar ainda nesta semana à Polícia Civil. “Não existe dúvida de que ele é o autor do disparo. Temos que ouvir sua versão para dar prosseguimento ao processo”, explicou. Com a morte do torcedor, o autor do disparo será indiciado por homicídio doloso.

“Toda a circunstância de como ocorreu o crime e a motivação, bem como a arma utilizada e outros detalhes, devem ser repassados no depoimento do suspeito”, explica o delegado. A polícia chegou ao suspeito após uma prova testemunhal.

Delegado Clóvis Galvão chegou ao suspeito após uma testemunha. Foto: Arquivo.
Delegado Clóvis Galvão chegou ao suspeito após uma testemunha. Foto: Arquivo.

“Existia, como era sabido, uma festa que estava sendo realizada pelo comando sul da Fúria Independente, torcida organizada do Paraná Clube, que comemorava 25 anos de sua fundação. Os torcedores do Coxa passavam de ônibus pelo local e desceram nesta festa, o que originou o confronto, com o tiro na cabeça da vítima” aponta Galvão.

A briga

A confusão que gerou a morte de Lucas Gonçalves ocorreu na noite de sábado, na Avenida Brasília, no Xaxim. Na ocasião, um grupo de torcedores do Coritiba seguia pela Linha Verde quando foram surpreendidos por tiros ao se aproximarem do Viaduto da Francisco Derosso.

Pacotaço do Greca vai a 2.° turno sob forte segurança na Câmara