Sete pessoas foram alvo de mandados em Curitiba e Pinhais, na região metropolitana, na manhã desta quinta-feira (28). Todos trabalhavam no setor de triagem de objetos internacionais dos Correios e foram presos dentro do Centro de Encomendas Internacionais dos Correios em Curitiba, durante o expediente de trabalho, pela Polícia Federal.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Foram 3 Mandados de Busca e Apreensão (MBA) em Curitiba e  outro 1 Mandado de Busca e Apreensão e 3 Mandados de Prisão Temporária (MPT) em Pinhais.

Segundo a Polícia Federal, a investigação demonstrou que durante o trabalho dentro da unidade dos correios, os presos agiam de forma dissimulada e promoviam a ruptura de certas encomendas internacionais e se apropriavam de seus conteúdos.

A atuação do grupo era constante e foi verificado ainda que os presos se apropriavam de diversos objetos, inclusive drogas sintéticas que são ilegalmente enviadas para o Brasil. Os suspeitos serão indiciados pelos crimes de associação criminosa e peculato, cujas penas podem chegar até 12 anos de prisão.

Demitidos e investigados

Em nota, o órgão informou que detectou a atividade suspeita dos empregados e imediatamente acionou a Polícia Federal, que iniciou as investigações e realizou as prisões. Os empregados terceirizados serão desligados e os concursados serão submetidos a processos administrativos disciplinares, que podem culminar em demissão dos Correios. A empresa destaca que a conduta dos detidos não condiz com as normas da instituição e não reflete o comportamento do seu quadro de pessoal.

Limousines de Curitiba fazem sucesso em festas na cidade