Foto por: Fabrice Coffrini

Após uma hora e meia de voo a partir de Johannesburgo, a seleção brasileira desembarcou em Port Elizabeth, local da partida de sexta-feira contra a Holanda pelas quartas de final da Copa do Mundo.

O ônibus com a delegação brasileira seguiu para o Protea Marine Hotel, onde um grupo de 100 torcedores esperava na rua, com gritos de “o campeão chegou”.

Alguns minutos depois da chegada, alguns jogadores apareceram nas janelas do hotel para acenar aos torcedores.

Além disso, membros da comissão técnica exibiram uma bandeira do Brasil e foram aplaudidos pelos torcedores, que suportavam uma temperatura de apenas oito graus.

Na quinta-feira, a seleção vai treinar no estádio da NMM University na parte da tarde, já que mais uma vez o treino de reconhecimento de gramado, que estava programado para o Nelsom Mandela Bay Stadium, foi cancelado pela Fifa para preservar o local da partida.

O treino deve definir a escalação do time para o jogo contra a Holanda. Elano, vetado, será substituído por Daniel Alves, mas Felipe Melo ainda tem chances de entrar em campo e a atividade de quinta-feira deve definir sua situação. Como Ramires está suspenso, caso o camisa 5 fique de fora mais uma vez as opções do técnico Dunga serão Josué ou Kleberson.

A seleção não vai ao estádio do jogo, mas o técnico Dunga comparecerá ao local para cumprir o protocolo da Fifa e conceder a entrevista coletiva obrigatória da véspera da partida.

Brasil e Holanda se enfrentam na sexta-feira às 16h local (11h de Brasília) por uma vaga nas semifinais da Copa do Mundo. O vencedor pegará o classificado do confronto entre Uruguai e Gana, na próxima terça-feira, na Cidade do Cabo.