Cerca de 1.400 famílias de trabalhadores sem terra, ligados ao MST ocuparam hoje mais quatro áreas da região metropolitana do Recife. Com a ação, sobe para 25 o número de invasões de fazendas e engenhos de Pernambuco, promovidas pelo movimento em menos de 15 dias. As ocupações totalizam 52 mil hectares e envolvem a participação de 7.405 famílias.

De acordo com o líder do MST no Estado, Jaime Amorim, as ações, que visam chamar atenção do governo federal para o problema da reforma agrária e fazer com que o Incra avance no processo de desapropriação de terras, irão prosseguir até o final da próxima semana. Ele disse que meta é atingir 35 áreas ocupadas no mês de abril.