Brasília – O relator da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Correios, deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR), informou hoje (7) que não pretende convocar o ex-diretor de Furnas Dimas Toledo para depor. "No momento, eu diria que não é adequada [a convocação]", disse o deputado.

A Polícia Federal está investigando uma lista contendo o nome de mais de 150 políticos que estariam envolvidos em um esquema de caixa 2 assinada por Toledo. Ainda não foi comprovada a autenticidade da lista, que contém os valores de repasses feitos durante a campanha eleitoral de 2002. "No instante em que tivermos a informação de que é verdadeira, investigaremos", ressaltou Serraglio.

O relator disse que as investigações já estão chegando ao fim e sugeriu a abertura de outra CPI para apurar o assunto. "Isso é tentar politizar dentro da CPI dos Correios. Acho que não há dificuldade, para quem quer de fato investigar, em colher 171 assinaturas de 513 (deputados). E já temos uma CPI exclusiva só sobre isso", defendeu.

Serraglio informou que pretende concluir no dia 13 deste mês o primeiro esboço do relatório, finalizá-lo no dia 13 de março e apresentá-lo entre os dias 15 e 20 de março.