Brasília ? O relator da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Correios, deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR), apresenta até quinta-feira da próxima semana, dia 15, o segundo relatório parcial das investigações que já duram cerca de 100 dias. Nesse relatório, Serraglio pretende apresentar o resultado das análises de parte dos 38 contratos dos Correios, concluídas ou próximas disso.

A análise desses contratos vem sendo feita em parceria com o Tribunal de Contas da União (TCU) e a Controladoria Geral da União (CGU). No caso das investigações conclusivas, Osmar Serraglio disse que serão encaminhadas ao Ministério Público sugestões de indiciamento das pessoas envolvidas. Ele afirmou que alguns contratos tiveram licitação viciada. No entanto, o relator não quis adiantar quais nem as pessoas envolvidas.

"Com certeza há contratos viciados. Vícios existem e, nestes casos, diretores (dos Correios), funcionários e empresários serão responsabilizados", afirmou o parlamentar. Ele não trabalha com a possibilidade de prorrogação dos trabalhos da CPMI para depois de novembro, quando termina o prazo para a apresentação do relatório final.

Segundo Serraglio, qualquer prorrogação de trabalho só ocorrerá "se ficar evidente que não tivemos tempo de analisar alguns contratos; a priori não admitimos isso. A idéia é concluir (os trabalhos) em novembro".