Uma das diretoras da Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social (Fenasps), Vera Lúcia Level, disse que está marcada uma reunião, nesta sexta-feira, às 18h, com o ministro da Previdência, Nelson Machado. De acordo com a dirigente, representantes de 18 estados estão reunidos em Brasília para construir uma proposta intermediária para acabar com o impasse entre o governo e os grevistas.

"Nós estamos tentando construir uma saída que aponte para um parâmetro como priorizar a gratificação fixa, e apontar um cronograma que discuta o plano de carreira de seguro social", afirmou Level. "Outro ponto importante é a paridade dos aposentados da categoria, já que eles representam quase 50%."

Segundo a diretora da Fenasps, a categoria quer que a decisão de cortar o ponto dos trabalhadores em greve descontando, assim, do salário os dias de paralisação seja revista: "Desde 1983 que nós fazemos greve. Não seria agora no governo Lula que nós poderíamos aceitar a idéia que poderia ocorrer o corte de ponto."

Pelos cálculos de Vera Lúcia Level, entre 70% e 75% dos servidores do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) estão em greve.