A Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep) está solidária ao protesto que será realizado nesta terça-feira (16/05) por produtores agrícolas do Paraná e do Brasil. A indústria paranaense entende como justa a defesa da produção agropecuária, que é uma das grandes vocações da nação e, por isso, importante alicerce do desenvolvimento brasileiro.

A contribuição da Fiep à mobilização dos agricultores se dá pelo hasteamento de uma bandeira negra no Centro Integrado dos Empresários e Trabalhadores das Indústrias do Estado do Paraná (Cietep), em Curitiba, que ficará a meio mastro ao longo de todo o dia 16 de maio. Os sindicatos filiados à Federação estão sendo convidados a promover atos de solidariedade.

A atual situação do campo reflete o descaso a que foi relegado o empresariado brasileiro por uma política federal que privilegia o rentismo e não a produção, o que significa, em última instância, asfixiar investimentos, a geração de emprego e renda e agravar o quadro social do país.

A Fiep se solidariza aos empresários rurais porque sabe da profunda implicação que a produção agropecuária tem, em nosso estado, sobre todos os demais setores da economia. O prejuízo do produtor agrícola significa perda de renda no campo, gerando um efeito em cadeia que termina por afetar a produção industrial e o comércio das cidades.

Mais do que um grito de alerta, a Fiep entende que a mobilização da agricultura deve servir de exemplo para que todo empresariado paranaense se converta em uma força política com capacidade para influir nas mudanças que são necessárias para o Brasil.