presidente da Câmara, Severino Cavalcanti, defendeu há pouco, no café da manhã
com a bancada do Nordeste, a volta da Sudene (Superintendência do
Desenvolvimento do Nordeste).

No encontro, aberto para a imprensa,
Severino cobrou do Senado a votação do projeto já aprovado pela Câmara. "A
Sudene não pode mais ficar nas ante-salas do Senado. Não podemos cruzar os
braços e o tempo está passando.Precisamos da revitalização da Sudene e
precisamos fazer com que o Senado vote o projeto", disse Severino ao grupo de
parlamentares nordestinos.

O presidente da Câmara argumentou que durante
muitos anos a Sudene esteve "engrandecendo o Nordeste e diminuindo as
disparidades sociais", e considerou lamentável a sua extinção. A Sudene foi
extinta no governo Fernando Henrique Cardoso, depois de denúncias de
irregularidades na aplicação de recursos, mas um projeto do presidente Luiz
Inácio Lula da Silva propõe a recriação do órgão. A reunião da bancada do
Nordeste homenageou o presidente da Câmara e os parlamentares nordestinos que
ocupam cargos na Mesa Diretora. Todos receberam uma imagem de Padre Cícero.

Esta foi a primeira reunião da bancada nordestina com autoridades este
ano. No ano passado, sempre às quartas-feiras, a bancada nordestina se reuniu
com alguns ministros para discutir assuntos relacionados a pasta. O café da
manhã com o presidente da Câmara já terminou e neste momento Severino Cavalcanti
está reunido com representantes da indústria e do comércio para discutir a
Medida Provisória 232, que aumenta o imposto das empresas prestadoras de serviço
e corrige a tabela do imposto de renda da pessoa física.