O presidente da Câmara dos Deputados, Severino Cavalcanti, fez uma visita de cortesia ao presidente do Supremo Tribunal de Justiça (STF), ministro Nelson Jobim, na manhã desta quinta-feira. A equiparação salarial dos deputados com os membros do Judiciário e o melhor relacionamento entre os poderes da República foram os temas tratados entre os dois.

O deputado disse que a relação do Legislativo com o Judiciário será de perfeita harmonia. "É importante que a nação saiba que minha eleição não veio para tumultuar o país e sim para fazer com que acreditem na independência de cada um desses poderes", ressaltou.

Severino revelou que tem um encontro no final da tarde de hoje com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva para conversar sobre a Medida Provisória 232, que tem despertado protestos entre os empresários. Ele disse que vai sugerir modificações no texto e tem certeza de que o presidente vai concordar. A MP 232 prevê o aumento de impostos para as empresas prestadoras de serviços.

O presidente da Câmara disse que vai conversar com Lula sobre a quantidade de medidas provisórias. "Vou buscar uma coisa harmoniosa. Minha vontade era acabar com as medidas provisórias, mas não posso fazer isso, porque é um dispositivo constitucional. Vou pedir ao presidente que diminua o ímpeto de usar tantas medidas provisórias", afirmou.

Sobre a pauta de votações da Câmara, Severino disse que pensa em convocar os líderes para uma reunião nesta sexta-feira para discutirem formas de fazer com que a Casa desenvolva seus trabalhos de forma mais ágil.

O deputado voltou a posicionar-se contra o aborto, mas disse que não vai usar sua posição para tentar influenciar as discussões sobre o tema.