O Sindicato Nacional dos Técnicos da Receita Federal (Sindireceita) realizou Assembléia Nacional e decidiu suspender o movimento grevista e analisar a proposta do governo, que ofereceu a criação de uma Gratificação, plano de investimentos no órgão e política de contratação de pessoal.

Um dos nós da questão é a extensão da gratificação aos aposentados. Outro é a relação remuneratória entre Técnicos e Auditores (hoje em 48%). Os Técnicos pretendem reduzir esta injustiça. A trégua perdurará por dez dias, momento em que se decidirá pela retomada do movimento paredista. Os TRF ? Técnicos da Receita Federal, filiados ao Sindireceita, estarão realizando Assembléias periodicamente para avaliação da evolução ? ou não ? das negociações.

Neste dia de paralisação (1 de abril), a adesão foi de 90% da categoria (7.500 técnicos ativos no país). Não houve entrega de declaração de rendimentos por formulários, entrega de certidão negativa de débitos, análise de pedidos de parcelamento de dívidas, compensação de tributos federais e pedido de restituição. Nos portos, aeroportos e pontos de fronteiras alfandegados a conferência de mercadorias no despacho aduaneiro de importação e exportação foi precária. A greve também pode dificultar o processamento das declarações e atrasar a devolução da restituição do imposto de renda.

“O governo apresentou as linhas gerais do projeto de fortalecimento da administração tributária federal, contemplando as reivindicações de melhoria na estrutura proposta pela categoria, inclusive com política agressiva de concursos para restabelecer o quadro de pessoal. Com relação aos salários sinalizou pela concessão de gratificação de desempenho no percentual de 30%, não extensiva aos aposentados. Suspender a greve indica bom senso da categoria e confiança na negociação com o governo”, disse Reynaldo Puggi, presidente do Sindireceita.