O meio-campo da Holanda Wesley Sneijder disse nesta quarta-feira que “não há problema com Robin Van Persie”, ao se referir a um incidente envolvendo os dois jogadores na segunda-feira após a vitória sobre a Eslováquia (2-1) pelas oitavas de final da Copa do Mundo.

Substituído aos 35 minutos do segundo tempo, Van Persie deixou o campo furioso, criticando o treinador Bert van Marwijk: “Não sou eu que precisa ser substituído, mas Wesley Sneijder”, segundo a televisão holandesa NOS, cujos jornalistas fizeram uma leitura labial no jogador.

“Robin me assegurou que não disse essas palavras e não tenho razão alguma para duvidar disso. Acredito na palavra dele”, reagiu Sneijder nesta quarta-feira.

“Não tenho problema com ele e nunca tive. Ele estava decepcionado por sair, isso pode ser compreendido e não é muito grave”, acrescentou o meio-campo do Inter de Milão.

A pedido de van Marwijk, os dois jogadores falaram desse incidente “para que isso não se transforme em polêmica”, disse ainda Sneijder, que assegurou que os holandeses “estarão mais unidos que nunca contra o Brasil” nas quartas de final da Copa do Mundo, na sexta-feira, em Port Elizabeth.

“Já superamos um desafio nas oitavas de final (contra a Eslováquia) e estaremos todos 120% para enfrentar o Brasil”, concluiu Wesley Sneijder.