Todas as pessoas com mais de 60 anos devem participar da Campanha Nacional de Vacinação do Idoso, que começa segunda-feira (15). Segundo a coordenadora do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Luiza de Marilac, somente quem tem alergia severa ao ovo não pode receber a vacina contra a gripe. Isso porque a dose é produzida em embriões de galinha. "Se houver dúvidas quanto à vacinação, é importante o idoso procurar a unidade de saúde e dizer que apresenta algum problema no momento. O centro tem pessoal treinado para avaliar se a pessoa tem condições de tomar a vacina no mesmo dia", afirmou Luiza.

A campanha segue recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) de dar prioridade aos idosos na vacinação. A gripe pode causar complicações em pessoas com mais de 60 anos, como pneumonia ou desestabilização de um quadro de doença cardíaca ou renal. A doença é curada em cerca de sete dias, mas geralmente os pacientes idosos mantêm a infecção por várias semanas.

Luiza de Marlac disse que mesmo quem tomou a vacina no ano passado deve recebê-la novamente. "O idoso deve tomar (a vacina) anualmente. Isso porque a gripe é causada por vírus que sofrem mutações, transformações. Então, todo ano, o idoso deve tomar a vacina para evitar pegar gripe e ter suas complicações". A vacina leva aproximadamente duas semanas para fazer efeito.

Estudos internacionais estimam que a vacina contra a gripe reduz em até 50% a mortalidade entre a população idosa. Além disso, diminui em 19% o risco de hospitalização por doença cardíaca.